Informações e Dicas na Reprodução Canina

INFORMAÇÕES E DICAS NA REPRODUÇÃO CANINA

ARTIGO SOBRE ESCOLHA DOS REPRODUTORES, CIO, GESTAÇÃO E PARTO

– ESCOLHA DA MATRIZ E DO PADREADOR

O INICIO DE UM BOM TRABALHO PARA SE OBTER RESULTADOS EXPRESSIVOS NA CRIAÇÃO, DEVE SER FEITO COM CALMA E COM MUITO ESTUDO NA ESCOLHA DE UMA BOA MATRIZ E DE UM BOM PADREADOR! A AVALIAÇÃO PREVIA DA HERANÇA GENÉTICA E DO FENÓTIPO, É DE EXTREMA IMPORTÂNCIA PARA DAR SEQUENCIA NO TRABALHO DE CRIAÇÃO, TENDO ASSIM O DEVIDO MELHORAMENTE GENÉTICO DESEJADO PARA O PLANTEL.

Visando uma matriz que traga bons resultados, O CRIADOR DEVE PROCURAR UMA fêmea COM HERANÇA GENETICA BOA DE NUMERO DE FILHOTES, VIABILIDADE DE FILHOTES, HABILIDADE MATERNA e SEM HISTORICO DE ABORTOS E REABSORÇAO EMBRIONARIA.

PARA OS REPRODUTORES (machos) A QUALIDADE DO SEMEN É DE EXTREMA IMPORTANCIA.

E PARA AMBOS OS SEXOS; é importante AVALIAR geneticamente AS PRINCIPAIS DOENÇAS QUE ENVOLVAM A RAÇA ROTTWEILER, COMO DISPLASIA COXO-FEMURAL E COTOVELO; JLPP; MA OCLUSÃO DENTARIA; ENTROPIO E DESVIO DE COMPORTAMENTOS.

DICA IMPORTANTE PARA CRIADORES: AVALIE SEMPRE OS PEDIGREES DOS SEUS CÃES antes de qualquer acasalamento, PROBLEMAS COMo MA-FORMAÇÕES E NATIMORTO; podem estar ligados com a carga GENETICA e O FECHAMENTO DE LINHA DE SANGUE.

Outra dica importante, é a avaliação quanto a Brucelose, uma bactéria que invade os linfonodos e se instala nos aparelhos reprodutivos dos machos e da fêmeas causando abortamentos, orquite (inflamação dos testículos), infertilidade em macho e fêmea e outras mais

 

– CICLO ESTRAL DA FEMEA (CIO)

O CIO DA FEMEA, É A FASE MAIS PREOCUPANTE PARA UM CRIADOR, DEVE-SE TOTAL IMPORTANCIA E CUIDADO PARA QUE SE ACERTE O DIA DA OVULAÇÃO. POR ISSO É NECESSARIO VERIFICAR ALGUNS SINAIS E TOMAR ALGUMAS PRECAUÇOES POIS A VARIAÇAO DE OVULAÇÃO da espécie É GRANDE ENTRE AS FEMEAS; PODENDO LEVAR caso não acompanhado por um profissional, A TER UM RESULTADO não desejado.

Lembrando que só se deve acasalar uma fêmea após ter os devidos exames realizados e com o apto a reprodução emitido pelo CBRR.

DICA: A MAIORIA DAS FEMEAS DEMONSTRAM UM SINAL CARACTERISTICO NO ROTTWEILER, POUCO ANTES DE ENTRAR NO CIO UMA CAMADA BRANCA SOBRE A PELAGEM, COM ASPECTO EMPUERADO, INDICANDO QUE LOGO VAI ENTRAR NO CICLO.

AO INICIO DO CIO, CHAMADO DE “PROESTRO”, A MAIORIA DAS FEMEAS DEMONSTRAM UM EDEMA DE VULVA (aumento) E ERITEMA (VERMELHIDAO), ALÉM DA SECREÇÃO SERO SANGUINOLENTA PELA VAGINA. ELA IRA ATRAIR O MACHO POR CONTA DE ALTERAÇÕES HORMONAIS, MAS DIFICILMENTE IRA ACEITA-LOS. LEMBRANDO QUE ESTES SINAIS SÃO CARACTERISTICO DE CADA INDIVIDUO, OU CADA FEMEA, SENDO MAIS MARCANTE OU MAIS DISCRETO.

A PARTIR DAI ELA COMEÇA A ACEITAR A COPULA DO MACHO; O QUE GERALMENTE COMPREENDE A FASE DO “ESTRO, OU A FASE DE OVULAÇÃO; MOMENTO ESTE QUE DEVE SER ANOTADO PARA QUE SE FAÇA OS DEVIDOS ACASALAMENTOS E DEPOIS o ACOMPANHAMENTO da gestação.

DICA: indico COMO PROTOCOLO, 3 cruzas COM DIAS INTERCALADOS

APÓS O TERMINO DO ACASALAMENTO, SE INICIA A FASE DO “DIESTRO”; O QUE COMPREENDE A GESTAÇÃO DA FEMEA; TAMBÉM DE EXTREMA IMPORTANCIA, PRINCIPALMENTE NO PRIMEIRO TERÇO GESTACIONAL.

DICA: PARA ACOMPANHAMENTO DA GESTAÇAO, É INDICADO ULTRASOM COM 45 DIAS E RAIOX PARA CONTAGEM DO NUMERO DE FILHOTE.

 

– MONTA NATURAL OU INSEMINAÇÃO ARTIFICIAL

NÃO EXISTE UMA REGRA E NEM DIFERENÇA ENTRE ELES; APENAS INDICAMOS A INSEMINAÇÃO NOS CASOS AONDE NÃO É POSSIVEL A MONTA NATURAL COMO POR EXEMPLO: DIFERENÇA DE PESO E ALTURA, DISTANCIA GEOGRAFICA, AGRESSIVADE DOS ANIMAIS, FALTA DE LIBIDO E OPÇÃO DE MANEJO POR CONTA DE HISTORICO CLINICO

DICA: PARA AMBOS OS CASOS MONTA NATURAL OU INSEMINAÇÃO, É DE EXTREMA IMPORTANCIA O ACOMPANHAMENO DO VETERINARIO PARA INDICAR O MOMENTO CERTO PARA SE REALIZAR AS CRUZAS; ATRAVÉS DA CITOLOGIA VAGINAL E DOSAGEM DE PROGESTERONA

Citologia Vaginal, indicando Estro

Momento da inseminação artificial com material adequado

– SEMEN DO MACHO

O SEMEN DO CAO REPRODUTOR, DEVE ESTAR SEMPRE COM UMA BOA QUALIDADE PARA SE TER BONS RESULTADOS. MANTER SEMPRE O CÃO SAUDAVEL E FAZER UM ESPERMOGRAMA QUANDO NECESSARIO É BOM PARA SE EVITAR PROBLEMAS.

DICA: NÃO USE O CÃO PARA ACASALAMENTOS EM DIAS SEGUIDOS, FAÇA O ACASALAMENTO, SEPARE-O DA FEMEA E REPITA EM 48HS

 

– GESTAÇÃO

A GESTAÇÃO EM CÃES, DURAM NA média 60 DIAS, PODENDO VARIAR DE 58 A 62 DIAS.

UM DOS CUIDADOS QUE O CRIADOR DEVE TOMAR COM A GESTAÇÃO DA SUA MATRIZ É NO PRIMEIRO TERÇO GESTACIONAL, AONDE COMPREENDE A FASE DE FORMAÇÃO EMBRIONARIA, TOMANDO CUIDADO COM MEDICAMENTOS E ESTRESS DA MATRIZ; ALEM DISSO o criador deve-se lembrar que a fase requer mais nutrientes e procurar uma ALIMENTAÇÃO balanceada e indicada para essa fase.

 

– PARTO

O PARTO É O MOMENTO MAIS ESTRESSANTE PARA A FEMEA E PARA O CRIADOR. NEM SEMPRE ELE ACONTECE NATURALMENTE; por isso deve-se sempre ficar atento a sinais e se preciso devidamente acompanhado por um veterinário PARA SE verIFICAR a necessidade de uma cesárea.

Alguns desses sinais podem ser observados pelo próprio criador como: DIMINUIÇAO DE TEMPERATURA CORPORAL (0,5 A 1 GRAU) 24hs ANTES, A MATRIZ PODE DEIXAR DE SE ALIMENTAR NO DIA, TER AS FEZES AMOLECIDAS, FAZER NINHOS E PRESENÇA DE LEITE NAS MAMAS.

A maternidade é muito importante, devendo ser um local calmo, limpo, aquecido e se possível com um caixa IDEAL DE parto.

Caixa de Parto

Cauê C. A. Sanchez
Médico Veterinário
Clinico geral com ênfase em reprodução canina
Socio-coordenador Vesp Sorocaba e SavePet
Responsavel técnico pelo Canil Von Olívio e Magnus

Deixe seu Comentário

Seu endereço de e-mail não será divulgado.